Categories
Autism

Autistic Burnout

Burnout is an intense physical, mental or emotional exhaustion, accompanied by a loss of resources in autistic adults. It may last for a few months, but some autists say they have felt impact for years.

It was only discovered a few years ago, after several autists reported to the scientific community in a perfect example of how we need more autistic voices working with science.

Burnout is the result of an intense emotional overload (acute) or the cumulative result of years of masking and suppressing who we are, to be accepted (chronic).

Some of the signs can be:

  • Feeling a “fog” in the mind or spending more time in your world (zoning out)
  • Difficulty in forming thoughts and concentration
  • Loss of interest, motivation or creativity
  • More sensitive to routine changes or changes
  • Difficulty doing self-care routines, such as showering or washing teeth
  • Increased sensory sensitivity . Easier to have an overload or meltdown
  • Greater difficulty in masking traits and increasing Stimming. It seems “more autistic”

hgh

Of course, all autistic people are different, and therefore the manifestation of Burnout will be different.

I am now, step by step, coming out of a burnout. Earlier this year, I changed country, home, job, while discovering I was autistic, all during a worldwide pandemic. I confess it was too much overload emotionally and I started falling into a negative spiral. For 5 or 6 months I was distant, in my world, with all the signs spoken above. It was a feeling of intense anxiety and “shutdown” of the brain. It was very difficult for my partner, since suddenly I stopped beng affectionatte and spending time with him, but together we managed to start overcoming Burnout. It is not yet known how to overcome it, and it depends on the person. For me, it was a process of life review, acceptance and discovering a new love for this new (and at the same time old) autistic person that I am, and gradually gaining motivation to share my experience. The unconditional support of my family and my partner was one of the biggest help.

If you are going through this: be kind to yourself. Reach out for help. You are not alone.


O Burnout é uma intensa exaustão física, mental ou emocional, frequentemente acompanhada por uma perda de capacidades em adultos autistas. Pode durar alguns meses, mas alguns autistas dizem ter sentido impacto por anos.

Apenas foi descoberto há uns anos atrás, após relato de diversos autistas à comunidade científica num exemplo perfeito em como precisamos de mais vozes autistas a trabalhar com a ciência.

O Burnout é o resultado de uma intensa sobrecarga emocional (agudo) ou o resultado cumulativo de anos a mascarar e a suprimir quem somos, para sermos aceites (crónico).

Alguns dos sinais podem ser:

  • Sentir um “nevoeiro” na mente ou passar mais tempo no seu mundo (zoning out)
  • Dificuldade em formar pensamentos e de concentração
  • Perda de interesse, motivação e criatividade
  • Mais sensível a alterações de rotina ou mudanças
  • Dificuldade em fazer rotinas de auto-cuidado, como tomar banho ou lavar os dentes
  • Sensibilidade sensorial aumentada. Mais fácil ter uma sobrecarga ou meltdown
  • Maior dificuldade em mascarar os traços e aumento de Stimming/estereotipias. Parece “mais autista”

Claro que todos os autistas são diferentes, e portanto a manifestação do Burnout será diferente.

Eu estou agora, passo a passo, a sair de um burnout. No início deste ano, mudei de país, casa, emprego, ao mesmo tempo que descobrir que era autista, tudo durante uma pandemia mundial. Confesso que foi demasiada sobrecarga e entrei uma espiral negativa. Durante 5 ou 6 meses estive distante, no meu mundo, com todos os sinais falados acima. Foi uma sensação de intensa ansiedade e “desligamento” do cérebro.

Foi muito difícil para o meu parceiro, por deixar de ser afectuosa e de passar tempo com ele, mas juntos conseguimos começar a ultrapassar o Burnout. Ainda não se sabe como o ultrapassar, e depende da pessoa. Para mim, foi um processo de revisão de vida, aceitação e descobrir um novo amor por esta nova (e ao mesmo tempo velha) pessoa autista que sou, e ganhar motivação aos poucos para partilhar a minha experiência. O apoio incondicional da minha família e do meu parceiro foram uma das maiores ajudas.

Se está a passar pelo mesmo: seja amável consigo mesmo/a. Peça ajuda. Não está sozinho/a.

2 replies on “Autistic Burnout”

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s